quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Parada Gay

Estava um dia lindo! Café da manhã, no sofá para ver a TV. No noticiário, uma reportagem sobre a Parada Gay. Vai ser realizada hoje.
Pensei: porque não ir?
Tomada por um grande entusiasmo, resolvi descobrir qual era o significado daquela parada. Fui!
Chegando lá, vi muitas pessoas, dos mais variados tipos. Todas super felizes por estarem ali. Lutando pelo mesmo objetivo: viver sem preconceito.
Este preconceito que existe em nossa sociedade machista e capitalista onde, quem ousa sair dos padrões é duramente criticado pela sociedade.
Mais que sociedade é esta? Que fala de ética: Ética profissional, ética no amor, ética com a natureza e ética na cama.
Vivemos em uma sociedade em que as pessoas usam máscaras para não mostrar seu verdadeiro eu.
Felizes os gays que conseguem sair nas ruas sem máscaras, e dizer: eu sou sim homossexual e daí? Sou feliz e é isso o que realmente importa.
Eles derrubam todas as máscaras desta tal sociedade...

Autoras:
Taciana Antonia Mialichi
Verdete dos Santos Antonio

3 comentários:

  1. Oi, meninas!Gostei muito de sua crônica é muito criativa e intererssante.Parabéns.Ângela Maria

    ResponderExcluir
  2. Leonice Aparecida da Silva23 de setembro de 2009 15:24

    Meninas,o homossexualismo é realmente uma questão muito delicada.Eu admiro aqueles que têm coragem de assumir o que são diante de uma sociedade tão hipócrata como a nossa.

    ResponderExcluir
  3. Sua crônica ficou muito interessante,pois você trabalhou o preconceito com uma certa leveza.

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar...